Dalva, Geni, Omar, Nancy, Iris, George, Alcides.. formam a Diretoria da ACP, que está muito preocupada em promover eventos que ajudem a melhorar a qualidade de vida dos portadores desta insidiosa doença!!!!

16 março, 2006

Efeitos secundários de medicamentos confundidos com demência

Medicamentos utilizados no tratamento da doença de Parkinson, da depressão, alergias e enxaqueca podem causar o aparecimento de efeitos lateriais que podem ser confundidos com a demência nos idosos.

Este trabalho, conduzido na Medical University of South Carolina, em Charleston, E.U.A., foi publicado na revista Journal of the Royal Society of Medicine e difundido pela agência Reuters.

O denominador comum entre estes medicamentos é o de se tratarem de anticolinérgicos, ou seja, medicamentos que bloqueiam a acção da acetilcolina, que é um neurotransmissor entre células nervosas e entre estas e regiões alvo do corpo.

Estes medicamentos podem causar confusão mental, perda de memória, desorientação, visão turva, instabilidade na marcha e batimentos cardíacos rápidos (taquicardia). Efeitos que são mais acentuados no idoso.

Sempre que os idosos apresentam sintomas deste tipo, os médicos e familiares devem estar alerta para a possibilidade de se tratar de efeitos laterais, os quais podem levar os doentes a evitar a toma dos medicamentos. É importante referir que a retirada súbita destes medicamentos pode causar reacções adversas e que a combinação de medicamentos deste tipo também é perigosa.

Além dos medicamentos já referidos, outros que podem causar efeitos anticolinérgicos incluem alguns utilizados para a constipação e gripe, para a indigestão e para dormir.

3 comentários:

Joao Paulo disse...

A situação do parkinsoniano è a de se ficar o bicho pega e se correr.... :)
[]s

candida disse...

há coisas que me escapam mesmo.

Filipe Freitas disse...

Às vezes é um pouco difícil saber o que pode fazer "conflitos" com os medicamentos que temos que tomar...
Mas isso de parar de repente o que nos foi receitado tem as suas consequências...
Uma vez, desanimado, deixei de tomar tudo... entre eles estavam anti-depressivos e o Sinemet (carbidopa e levodopa)...
Foi uma alteração terrivel durante dois dias...
Uma "parvoíce" que podia ter tido consequências terríveis ou até fatais !...
Temos que ter sempre esperança por melhores dias, mas o pior para mim é o meu sistema nervoso.
Um pequeno problema pode colocar-me num estado complicado...
Um Abraço.