Dalva, Geni, Omar, Nancy, Iris, George, Alcides.. formam a Diretoria da ACP, que está muito preocupada em promover eventos que ajudem a melhorar a qualidade de vida dos portadores desta insidiosa doença!!!!

29 novembro, 2006

Neurologistas buscam voluntários para testar novos medicamentos

[27/11/2006] As neurologistas Elizabeth Quagliato e Maura Viana, da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, iniciam em janeiro o uso de novos medicamentos para o tratamento da doença de Parkinson. Os novos medicamentos visam melhorar aspectos como movimentos, tremor, depressão e qualidade de vida dos pacientes com essa afecção. Para que isso seja possível, estão recrutando pacientes com o problema, que serão acompanhados no Ambulatório de Neurologia da Unicamp durante todo o período de tratamento. Podem se candidatar a receber os novos medicamentos portadores de doença de Parkinson alfabetizados que tenham entre 30 e 80 anos e já estejam usando levodopa (prolopa, sinemet, parkidopa, cronomet, levocarb) e, mesmo tomando a medicação regularmente, ainda apresentem períodos do dia com sintomas parkinsonianos.

Todos os demais medicamentos que o paciente toma também poderão ser mantidos, pois os novos medicamentos visam acrescentar mais eficácia e maior duração do seu efeito. Os interessados em participar devem agendar a avaliação na Unicamp com a médica Elizabeth Quagliato pelo telefone 19-3234-8420 ou 19-3521-7754, no Ambulatório de Neurologia do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp.

Edison Luiz Chrestan
Presidente da Ass.Campinas Parkinson enviou esta noticia

2 comentários:

edichrestan disse...

Dalva ,os medicamentos da pesquisa sao para as pessoas que nunca fizeram a cirurgia

Tinho disse...

meu avô tem 85 e possui a doença a 10 anos.

Os medicamentos que ele utiliza e pra ser sincero quase não surte mais efeito são: Prolopa e parkinsin.

Obs: estranhamente ele não está apresentando os sintomas de tremores e dores no corpo nos últimos dias...

o que deve se fazer diante desse quadro?